Nós por cá... na saúde

Neste blog poderá encontrar de tudo um pouco, sempre relacionado com a saúde em particular com a Enfermagem... Aqui terá acesso à saúde pelos olhos de estudantes de Enfermagem

quarta-feira, fevereiro 23, 2005

Desvendada estrutura de anticorpo que neutraliza HIV


Desvendada estrutura de anticorpo que neutraliza HIV

Posted by Hello
A estrutura de um dos poucos anticorpos contra o vírus da sida alguma vez descoberto, e que parece eficaz contra os vários subtipos do HIV-1, foi descodificada por uma equipa internacional. Agora que os cientistas viram como é o formato do local de ancoragem do anticorpo ao vírus da sida, talvez seja possível desenvolver uma vacina.Os anticorpos, que têm por função neutralizar os vírus ou outros invasores do organismo, são proteínas produzidas por células do sistema imunitário que circulam pela corrente sanguínea. São capazes de se ligar a partículas virais, impedindo-as de penetrar nas células e causar infecção. Mas, contra a sida, o organismo humano está muito desprotegido: são produzidos anticorpos contra o HIV, mas estes são quase sempre incapazes de neutralizá-lo, porque este vírus é extremamente variável.Ainda assim, alguns anticorpos eficazes foram isolados em pessoas infectadas com o HIV. O que foi usado pelos investigadores do Instituto de Scripps (Califórnia, EUA) foi isolado há cerca de dez anos, pelo austríaco Hermann Katinger, da Universidade da Agricultura em Viena, e é o que se mostrou mais eficaz. "Neutralizou perto de cem estirpes de HIV vindas de todo o mundo. Nos testes feitos em laboratório, conseguiu neutralizar todas", diz Ian Wilson, um dos coordenadores do estudo, citado num comunicado do Instituto Scripps.Designado 4E10, este anticorpo liga-se a uma parte da proteína GP41, que o HIV apresenta à superfície. O vírus utiliza esta proteína para se fundir com as células humanas e invadi-las, desviando-as das suas funções para as obrigar a produzir cópias de si próprio.A actividade biológica das proteínas depende da sua forma tridimensional; conhecer como se organizam no espaço as cadeias de aminoácidos que formam as proteínas ajuda a compreender como se podem ligar a outras proteínas no interior das células. A cristalografia de raios-X é uma técnica que permite conhecer a estrutura tridimensional das proteínas, expondo a proteína cristalizada a raios-X de alta intensidade. O padrão de difracção da radiação permite conhecer a forma das proteínas. Foi esta técnica que os cientistas aplicaram, para identificarem os aminoácidos da proteína GP41 do vírus da sida com os quais o anticorpo 4E10 interage. O objectivo é vir a reproduzir essa ligação, com a ideia de desenvolver uma vacina ou tratamento que impeça o HIV de penetrar nas células do sistema imunitário para as transformar em fábricas de vírus.
Clara Barata



Uma luz no fundo do túnel...! esperemos que seja a solução... :)

1 Comments:

At 11:35 da manhã, Blogger The Angel of life said...

assim esperemos... a esperança é a ultima a morrer

 

Enviar um comentário

<< Home